Desratização na Vila Madalena SP

SERVIÇO DE DESRATIZAÇÃO NA VILA MADALENA 24 HORAS.

Desratização na Vila Madalena SP: Oferecemos serviço de controle de ratos na Vila Madalena, a dedetizadora de ratos, matar e elimina colônia de rato, não vai acaba com os ratos nem eliminar vai controlar. Os ratos são encontrados no mundo inteiro vivendo sempre em associação com o homem, originários da Ásia. Acompanharam os homens no desenvolvimento de suas culturas até atingirem todos os continentes. Transportados por navios à partir da Índia e do Golfo Pérsico, para o Mar Vermelho, África e Mediterrâneo. Na época das Cruzadas (século XIII e XIV) já eram combatidos com o uso de arsênico. O primeiro roedor a aparecer foi o rato de telhado (rattus rattus) e na América do Sul seu aparecimento foi no Peru no ano de 1544. A ratazana (ratus novergicos) tem a sua origem, seguindo os mesmos caminhos, e chegando à Europa no começo do século XVIII e posteriormente à América. Adaptou-se em ambientes subterrâneos formando túneis (tocas) com grandes profundidades. Os camundongos (mus musculus) tiveram origem na Rússia e Irã e daí disseminaram-se pelo mundo através das rotas das caravanas desde do século IX. Os roedores são os piores inimigos do homem; causam-lhes prejuízos econômicos, transmitem doenças e são encarados como pestes caseiras. Após a Segunda Grande Guerra Mundial foram desenvolvidas diversas técnicas e procedimentos para a eliminação dos roedores, com programas que abrangiam todas as áreas relacionadas às infestações. Os ratos pertencem ao grupo dos roedores que inclui vários outros animais nossos conhecidos. Muitos deles são fofinhos ou simpáticos, como esquilos, coelhos, porquinhos – da – índia, hamsters , chinchilas . E há também os maiores roedores do mundo – as capivaras. Existem aproximadamente 2.000 espécies de roedores no mundo, mas felizmente  apenas cerca de 120 podem ser considerados pragas, na verdade, são apenas três as que costumam nos causar medo e visitar nossas casas sem serem convidadas.   Como nós, essas três espécies estão espalhadas por todo o planeta. Elas se adaptaram muito bem aos locais que construímos e que muitas vezes escolhemos como moradia.    Esses roedores dividem espaço com os humanos desde sempre. Eles se especializaram em viver ao nosso lado e em tirar proveito do nosso modo de vida. Há estimativas de que existem cerca de oito ratos por pessoa nas grandes cidades. Por isso, será interessante você conhecer os que podem estar muito perto de você.

COM A DESRATIZAÇÃO CONSEGUIMOS CONTROLAR O AUMENTO DESSES ROEDORES EM SEU PATRIMÔNIO.

    

PROBLEMA COM RATOS, TEMOS A SOLUÇÃO E ATENDIMENTO 24 HORAS.

A ratazana, o rato de telhado e o camundongo são originários da Ásia.  A ratazana provém muito provavelmente da China, da Índia ou da Pérsia; o rato de telhado, do sudeste da Ásia;o camundongo, da China e da Turquia.  Os ratos se disseminaram graças aos deslocamentos humanos. Eles se integravam a caravanas de mercadores e viajavam nos porões dos navios que atravessavam os oceanos. Na América do Sul, já em 1544 há registros da presença de ratazanas no Peru.   Ao serem introduzidos em um novo ambiente, os ratos além dos problemas costumeiros, causavam grandes prejuízos á fauna local.  Foram responsáveis pela extinção de várias espécies nativas, pois são predadores de ovos de aves e saqueiam o alimento de outros animais.

Com a Desratização conseguimos controlar o aumento desses roedores em seu patrimônio.

DESRATIZAÇÃO NA VILA MADALENA SP

DESRATIZAÇÃO NA VILA MADALENA

Desratização na Vila Madalena SP , atende todos os dia da semana inclusive no feriado, ligue e solicite o orçamento sem compromisso. A Universo realiza trabalhos de desratização, com equipe pronta e equipada para atende-lo 24 horas. Oferecemos uma visita gratuita com atendimento imediato e um orçamento sem compromisso. Desratização na Vila Madalena SP realizado serviços de desratização, descupinização, limpeza de caixa d água limpeza de galeria, desentupimento de esgoto e limpeza de caixa de gordura em toda a região da Vila Madalena SP. A empresa Universo, tem uma vasta experiência no mercado de controle de pragas urbana e limpeza técnica industrial na Vila Madalena SP. Os ratos são portadores de 18 espécies de pulgas, piolhos, carrapatos, além do que transmitem mais de 35 doenças ao homem e animais domésticos. Nas indústrias, os estragos causados pelos ratos nos grãos armazenados, nas fiações elétricas têm causado incêndios de prejuízos incalculáveis. Como podemos observar é de suma importância que cada um se conscientize da necessidade de proteger o seu ambiente contra esse animal que possui tamanha capacidade de proliferação. A nossa empresa é dotada de sofisticados métodos de desratização contra roedores na Vila Madalena SP sejam eles camundongos (Mus musculus), Ratos de telhados (Rattus rattus) ou Ratazanas (Rattus norvegicus). Com métodos sem cheiro, sem sujeiras e totalmente seguros, sem riscos de contaminação de pessoas ou animais não alvos. A empresa Universo, tem uma vasta experiência no mercado de controle de pragas urbana na Vila Madalena SP.

Universalmente temidos e abominados, os ratos, as ratazanas e os camundongos, vem acompanhando o homem na maioria das áreas habitadas do mundo. A facilidade de adaptação permitiu que estes roedores ocupassem, ao longo de vários séculos, todos os continentes, inclusive ilhas isoladas do Oceano Pacífico. O despejo irregular do lixo e o descuido do homem na manipulação de alimentos são fatores que também favorecem a dispersão destes roedores. No ambiente urbano, os roedores são responsáveis por grandes prejuízos econômicos, contaminando alimentos e ocasionando, inclusive, incêndios ao roerem o isolamento de fios elétrico. Ratazanas, ratos e camundongos têm excelente capacidade de adaptação. São onívoros e consomem diariamente cerca de um décimo do seu peso em alimento. Possuem dois pares de dentes incisivos (um par no maxilar superior e um par no maxilar inferior), revestidos externamente por uma camada de esmalte muito resistente. Estes dentes crescem até três milímetros por semana. Para desgastá-los roem objetos de grande resistência, tais como: concreto, chumbo e madeira. A capacidade de reprodução dos roedores é extraordinária. Um casal pode produzir mais de 15.000 descendentes por ano, porém este número se reduz de forma drástica devido à ação de fatores limitativos que controlam o equilíbrio entre reprodução, migração e morte. Destacando-se: inimigos naturais, doenças, disponibilidade de alimentos e abrigos, etc.

HABILIDADES – SENSORIAIS

Olfato: Bastante apurado, com memorização dos diferentes gostos experimentados. Repelem alimentos deteriorados.

Tato: O sentido mais desenvolvido, ao nível de certos pelos sensoriais distribuídos pelo corpo e dos bigodes ou vibrissas, que são de grande utilidade para o seu deslocamento, beirando as superfícies laterais das paredes e dos obstáculos.

Audição: É um dos sentidos mais desenvolvidos, ajuda a detectar e escapar do perigo com antecedência. São sensíveis aos ultra-sons, mas adaptam-se aos mesmos, em pouco tempo.

Visão: Os ratos enxergam mal e não conseguem distinguir cores. Mas são bastante sensíveis às variações de intensidade luminosa, o que confere aos mesmos capacidade imediata de perceber movimentos.

HABILIDADES – FÍSICAS

Passando a cabeça são capazes de se locomover pelo interior de canos, conduites e tubulações de diversos tamanhos.

Roem vários tipos de materiais considerados duros, entre eles, madeira, tijolos, chumbo, alumínio, etc.

Sustentam a respiração por até 3 minutos, e nadando dentro de um cano de esgoto, podem facilmente penetrar em uma residência através do vaso sanitário. Exímios nadadores, alcançando distâncias até 800 metros.

Sobem pelo exterior de canos e calhas verticais que estejam separados de uma parede por até 7,5 cm de distância, apoiando as patas no cano e as costas na parede ou vice-versa

Sobem pelo exterior de canos e calhas verticais que tenham até 9,5 cm de diâmetro, abraçando-se neles.

Pulam verticalmente cerca de 1 metro de altura, partindo do chão.

Caminham e equilibram-se sobre qualquer tipo de cano ou conduite horizontal.

Acessam andares superiores de edificações, através do interior de canos e calhas com diâmetro entre 4 e 10 cm, usando para isso o apoio de suas patas e costas.

Cavam tocas verticais no solo podendo atingir até 1,25 metros de profundidade.

Ganham andares superiores de construções fazendo uso somente de quina de duas paredes como sustentação.

Não sofrem qualquer tipo de ferimento em quedas até 15 metros de altura.

Saltam horizontalmente até 1,2 metros de distância, partindo da imobilidade.

As ratazanas e os ratos de telhado ou pretos vivem em colônias localizadas em lugares bem definidos. Já os camundongos formam apenas casais que se mantém juntos até o fim da vida.

Os roedores exercem suas atividades predominantes à noite. Iniciam a procura de alimentos ao anoitecer e um repasse antes do nascer do dia. Apenas quando houver uma superpopulação ou falta de alimento ou de perigo serão vistos durante o dia.

PREFERÊNCIAS ALIMENTARES.

Onívoros (comem de tudo). Preferem alimentos frescos aos estragados ou fermentados.

Preferem cereais (grãos quebrados), frutas, carnes e peixes.

DOENÇAS TRANSMITIDAS.

  • Leptospirose – Salmonelas.
  • Peste Bubônica – Hantavírus
  • Sarnas e Micoses
  • Febre de mordedura – Tifo murino
PRINCIPAIS ESPÉCIES URBANAS:
  • Ratazanas (Rattus Norvegicus).

– É o mais comum dos roedores urbanos. Tem hábitos noturnos, sedentários e agressivos. Normalmente vivem nas áreas externas das residências. Abrigam-se em tocas (ninheiros) e galerias que cavam as fundações dos edifícios, em depósitos de lixo, nos jardins, à beira de córrego ou valas. A rede de esgoto ou de escoamento pluvial, também, serve como abrigo para estes roedores.

– No interior de residências, abrigam-se entre pisos e paredes, nos espaços mortos de armários, etc…

– O corpo é robusto, podendo alcançar 25 cm de comprimento sendo revestido com pelos de coloração castanho-acinzentada. A cauda é grossa, pouco peluda e mais curta do que o conjunto cabeça e corpo. O focinho é rombudo, as orelhas são pequenas e dispostas para trás, encostadas à cabeça. Os pés traseiros são bem desenvolvidos, chegando a medir 37 mm.

– As fezes são grandes, escuras, cilíndricas e apresentam as extremidades arredondadas.

– Vive um ano em média. Atingem a maturidade sexual entre o segundo ou terceiro mês de vida. O período de gestação é de 22 dias, parindo oito ou dez filhotes por ninhada, procriando quatro ou cinco vezes por ano.

– Possuem hábitos semi-aquáticos e são excelentes nadadoras. Alimentam-se preferencialmente de peixes, carnes e cereais. Dificilmente ficam abrigadas em locais com distância superior a 45 m da fonte de alimento.

  • Rato (Rattus rattus)

– Conhecidos como “ratos de forro“, são menores do que as ratazanas, ágeis e possuem o focinho afilado. A cauda é mais longa do que o conjunto cabeça e corpo, possibilitando um melhor equilíbrio. A coloração varia entre o preto e o cinza escuro. As orelhas são grandes e proeminentes. As fezes são fusiformes, medindo cerca de 12mm.

– Vivem cerca de 1 ano. A maturidade sexual é atingida entre o segundo e o terceiro mês de vida. O período médio de gestação é de 22 dias, parindo 4 e 8 filhotes anualmente com 5 a 6 ninhadas por ano.

– Abrigam-se acima do nível do solo. Em residências escondem-se em forros e sótãos. Nas áreas abertas, preferem o topo das árvores.

– São onívoros, preferem frutas, legumes e cereais. Dificilmente abrigam-se em locais com distância superior a 45 m da fonte de alimento.

  • Camundongos (Mus musculus).

– É o menor dos roedores domésticos. Tem tamanho aproximado de 18 cm, sendo 9 cm de corpo e 9 cm de cauda. Seu peso é aproximadamente de 15 gramas. O corpo é pequeno e delicado, revestido com pelos de coloração acinzentada. As orelhas são proeminentes e os olhos são vivos e salientes. As fezes são pequenas, finas e com as pontas afiladas, podendo ser confundidas com as fezes de baratas.

– Vivem cerca de um ano e com dois meses (68 dias) já são considerados adultos. O período de gestação é de aproximadamente 19 dias e a ninhada comum varia de quatro a oito filhotes. Procriam sete ou oito vezes por ano.

– São onívoros. Tem preferência alimentar por cereais.

– Abrigam-se em espaços de paredes, de armários, de móveis, ou até mesmo entre os gêneros armazenados. Dificilmente distanciam-se mais do que 9 metros entre o local de abrigo e a fonte de alimentação. Geralmente são confundidos com filhotes de ratazanas ou de ratos.

ROEDORES: BIOLOGIA, CONTROLE E PREVENÇÃO

Os roedores são uma das pragas urbanas mais temidas pela população em geral. Não é raro encontrar pessoas que se desesperam ao entrar em contato com um deles. A sensação de pânico que eles causam é bastante conhecida. Instintivamente, demonstramos pavor àquilo que pode ameaçar nossa integridade física, como os ratos ameaçavam na época das cavernas. São também uma das mais pragas mais bem adaptadas ao convívio humano. Recebem do nosso ambiente tudo o que precisam para sobrevivência: água, abrigo e alimento em excesso. De acordo com a Organização Mundial de Saúde, estima-se uma perda anual de 8 a 10% da produção mundial de grãos por conta do consumo ou estrago provocado pelo contato com urina e fezes dos roedores. Refletindo em prejuízos financeiros, só no Brasil ficaria na ordem de US$ 4 bilhões por ano. Os roedores podem transmitir diversas doenças, como por exemplo, a leptospirose, a peste bubônica, o tifo murino, sarnas e micoses, entre outras. Por essa razão, o controle de roedores torna-se imprescindível, devendo ser tratado efetivamente como um problema de saúde pública.

PRINCIPAIS CARACTERÍSTICAS.

Os ratos apresentam hábitos noturnos. É possível, embora raro, vê-los durante o dia, quando sua população aumenta tanto que a concorrência por comida faz com que mudem seus hábitos para evitar a competição entre eles. Podem sair durante o dia também quando estão feridos ou quando suas tocas são invadidas pelas enchentes. Vivem em sociedade, com indivíduos dominantes (machos e fêmeas mais fortes) e os dominados. Os machos dominantes escolhem os melhores locais do ambiente da colônia e se alimentam quando querem. Os dominados ocupam áreas marginais e se alimentam somente quando não há ratos dominantes por perto. Entretanto, se houver a presença de um alimento novo no território da colônia (isca raticida ou uma ratoeira, por exemplo), o dominante espera que algum rato dominado se aproxime e se alimente. Se nada lhe acontecer, o dominante o expulsa e ingere o alimento ou a isca. Mas se houver a morte logo após a ingestão do alimento, os ratos farão uma associação entre a morte do colega e o consumo daquele alimento (ou isca), e não mais consumirão esse alimento, sendo um comportamento seguido pelos outros integrantes da colônia. Na falta de alimentos na colônia, pode ocorrer o canibalismo, sendo devorados os mais fracos e doentes, ou ainda os filhotes de uma ninhada pertencentes a um outro grupo.

Os ratos apresentam algumas habilidades físicas impressionantes:

Podem penetrar em qualquer abertura, desde que consigam passar a cabeça. Conseguem roer diversos materiais duros, como madeira, tijolos, chumbos e até áreas cimentadas. As ratazanas ou ratos de esgoto podem nadar a distâncias de até 800m. Também conseguem prender a respiração e nadarem submersas por quase 3 minutos. Dessa forma conseguem invadir residências ou apartamentos próximos do térreo através do vaso sanitário. Os ratos de telhado podem subir pelo interior de canos ou calhas que medem de 4 a 10 cm de diâmetro.

As ratazanas podem cavar túneis no solo que atingem até 1,25 m de profundidade.

DESRATIZAÇÃO COM QUALIDADE, RAPIDEZ E GARANTIA POR ESCRITA.

PRINCIPAIS ESPÉCIES.

Existem mais de 1.700 espécies descritas pelo mundo, e cerca de 130 são classificadas como pragas.

No Brasil consideramos 3 espécies principais:

  1. a) Ratazana ou rato de esgoto (Rattus norvegicus)

É a maior das espécies, sendo forte e agressiva. Possui hábitos noturnos, habita normalmente as redes públicas de esgoto ou outras galerias subterrâneas e lixões das cidades. Raramente habitam o interior de residências, onde só entram para obter alimentos. Tem hábitos noturnos, sendo o raio de ação para busca de alimento é de aproximadamente 50 m em relação ao abrigo. São normalmente desconfiados. Comem de tudo; por isso são chamados onívoros. São os maiores e mais pesados desses três tipos de ratos.  Só o seu corpo tem cerca de 22 cm de comprimento a cauda mede mais de 11 cm e eles chegam a pesar 400 g.   São conhecidos também como ratos – de – esgoto, pois em geral são eles que dominam as tubulações. Preferem instalar – se em locais mais próximos das fontes de água, por isso comumente constroem sua moradias fora das casas e edifícios. Vivem de preferência no esgoto ou em tocas cavadas na terra. Também adoram se instalar na margem de rios e córregos.  Mas não se animem!  Apesar de morarem do lado de fora da nossas casas, eles adoram nos fazer um visitinha, chegando pelos ralos ou mesmo pelas portas. Gostam muito de roubar  a ração das tigelas dos cachorros. Suas fezes são grande, geralmente semelhantes a caroços de azeitonas. Os filhotes podem ser confundidos com camundongos. O que os diferencia é o tamanho dos pés  da cabeça, que nos filhotes de ratazanas são grandes, desproporcionais ao restante do corpo.

  1. b) Rato de forro ou rato de telhado (Rattus rattus)

É forte e ágil, preferindo buscar segurança e proteção nas estruturas superiores do imóvel (forros, beirais, telhado, ocos de árvores que estejam próximos da copa, etc). Apresentam hábitos noturnos, descendo ao solo apenas para buscar alimento ou água. Seu raio de ação para busca de alimento é de aproximadamente 60 m em relação ao abrigo. Assim como as ratazanas, são geralmente desconfiados. Sua dieta é baseada em legumes, frutas, cereais e insetos. Apesar do nome,  sua coloração pode variar muito, por isso não serve como característica para a sua identificação. Também são conhecidos como ratos de telhado e adoram viver nesses locais.  São bem maiores que os camundongos. O comprimento de seu corpo é de 17 a 20 cm, tamanho bem próximo ao das ratazanas. Uma de suas características marcantes é ter a cauda mais comprida do que o corpo, o que os torna capazes de malabarismos e acrobacias incríveis. Os ratos – pretos comem praticamente de tudo, e suas fezes em geral têm forma de meia – lua. Eles gostam de viver no seco, por isso normalmente preferem fazer ninhos em lugares altos.

  1. c) Camundongo ou catita (Mus musculus)

Dentre as 3 espécies, é a menor. Geralmente é um animal com alto metabolismo, sendo agitado e constrói seus ninhos no interior das residências, como móveis, gabinetes, gavetas, armários, caixas sem uso constante, etc. São geralmente curiosos, e seu raio de ação para busca de alimento é de aproximadamente 3 a 5 m em relação ao abrigo. Podem visitar de 20 a 30 locais por noite em busca de alimento. Sua dieta é baseada em grãos e cereais. Essa espécie é conhecida também como rato de gaveta ou rato – caseiro, o que já mostra que são animais que gostam de ficar bem perto das pessoas.  È a menor das três espécies.  O corpo dos camundongos tem entre 6 e 9 cm, e eles circulam por pequenas áreas.   Precisam de pouca água e pouco alimento para sobreviver.  E, como são muito curiosos, adoram roer as embalagens dos alimentos para ver do que se trata.  Apreciam muito os cereais.   Suas vezes são bem pequenas, podem até ser confundidas com fezes de barata.   Com frequência, fazem seus ninhos em cantos de paredes ou dentro de armários, e pode utilizar papéis ou tecidos para tornar seu lar ainda mais aconchegante. A lã de vidro, presente no interior dos fogões, também é uma ótima opção de moradia.

DESRATIZAÇÃO COM PORTA ISCA DE CHAVE, UMA SEGURANÇA PARA CRIANÇAS E ANIMAIS.

Existem alguns sinais que denunciam a presença de roedores em um imóvel:

  1. a) Sons:

É possível escutar à noite barulhos de corridas rápidas, ou de roeduras, nos forros de gesso ou madeira ou também em locais mais tranqüilos do imóvel.

  1. b) Fezes:

As fezes dos camundongos têm aproximadamente 0,5 cm de comprimento e são afiladas nas pontas. As fezes de ratos de telhado têm o mesmo aspecto, porém com o comprimento maior (aproximadamente 1 cm). No caso das ratazanas, as fezes têm o comprimento de aproximadamente 1,5 cm e não tem as pontas afiladas.

  1. c) Urina:

Quando exposta à luz ultravioleta, a urina dos ratos emite fluorescência, mesmo depois de seca.

  1. d) Trilhas:

As trilhas usadas como comunicação das tocas ao alimento, quando feitas em um jardim, são facilmente reconhecidas, pois a vegetação se torna rala ou inexistente nesses locais.

  1. e) Marcas de gordura:

Quando os ratos caminham por um local, geralmente o fazem roçando seus corpos nas paredes enquanto se deslocam. Utilizando-se do mesmo caminho, as paredes ficam marcadas com a gordura dos pelos do corpo.

  1. f) Roeduras:

Marcas de dentes embaixo das portas, em portas de armários, portas de gabinetes, denunciam a presença dos roedores.

  1. g) Excitação de cães a gatos:

Esses animais têm um olfato muito apurado e ficam especialmente agitados quando percebem a invasão do seu ambiente por roedores.

  1. h) Ninhos:

Muitas vezes são feitos com papéis, pedaços de tecidos, com a presença de grande quantidade de pelos, amontoados em um ponto do imóvel pouco utilizado.

FORMAS DE TRATAMENTO.

Para realizar um controle da população de roedores em um local, é necessário antes de mais nada identificar qual ou quais espécies estão convivendo no imóvel. Essa informação é de fundamental importância, pois será a partir dela que serão discutidas as estratégias de controle, baseados nos hábitos comportamentais da espécie em questão. Sempre é bom lembrar que o controle total da população de roedores é extremamente difícil de ser realizado, pois a dinâmica de uma população apresenta uma série de variáveis difíceis de serem controladas ao mesmo tempo. Além disso, o aporte de alimentos, água e abrigos que o homem fornece aos roedores é vastíssimo, tornando delicada a operação. Mas existem abordagens de tratamento que, juntamente com o apoio do cliente no cumprimento de medidas preventivas para evitar a entrada de roedores no imóvel, podem efetivamente reduzir a população no local ou nos arredores. Podem ser realizadas a instalação de iscas raticidas em pontos estratégicos, baseado no comportamento de procura de fontes alimentares dos roedores, uso de raticidas em pó de contato no interior das tocas, para que os ratos, incomodados com o pó impregnado em seus pelos, façam o uso da limpeza habitual lambendo-se a absorvendo o raticida. Ou também podem ser usadas placas de cola estrategicamente instaladas, para a captura de camundongos ou ratos maiores, em locais onde não é permitida a instalação de raticidas, como por exemplo áreas de produção em uma indústria.

MEDIDAS PREVENTIVAS.

Para evitar a invasão de roedores em um imóvel, algumas medidas devem ser tomadas, como: Limpar diariamente, antes do anoitecer, os locais de preparo de alimentos. Recolher os restos alimentares em sacos plásticos adequados, que serão posteriormente recolhidos pelo serviço de coleta urbana.

  • Manter armários e depósitos livres de objetos em desuso.
  • Buracos e vãos entre telhas devem ser vedados
  • Manter os terrenos baldios limpos e murados
  • Manter limpas as instalações de animais domésticos
  • Evitar frestas embaixo de portas e janelas
  • Como se prevenir contra Ratos:
  • Só coloque lixo em sacos fechados e em lugares altos.
  • Nunca jogue lixo nas ruas ou em terrenos baldios.
  • Sempre guarde os alimentos em recipientes fechados.
  • Não deixe o mato alto em jardins e quintais.
  • Mantenha tudo limpo.
DESRATIZAÇÃO PREÇO EM SP

O preço cobrado do serviço de desratização depende do tamanho do local, depende do grau de infestação, quanto de produto vai ser utilizado, que tipo de roedores encontra no local, com esse levantamento o departamento técnico da empresa vai saber falar o preço do serviço e as técnica de aplicação a ser realizada.

CONTROLE DE PRAGAS URBANAS, EXECUTAMOS DEDETIZAÇÃO AFIM DE EVITAR QUE OS INSETOS INVADA SUA CASA PARA SEMPRE. QUER INFORMAÇÕES SOBRE CONTROLE DE PRAGAS LIGUE – 0800 771 4040 TIRAMOS TODAS AS SUAS DÚVIDAS SOBRE CONTROLE DE PRAGAS URBANAS.

COMO ELES SÃO?
 DESRATIZAÇÃO NA VILA MADALENA SP 24HS

DESRATIZAÇÃO NA VILA MADALENA SP 24HS

A audição dos ratos é muito desenvolvida, alcançando frequências de ultrassom.  Uma das maneiras de repeti-los é justamente acionar aparelhos ultrassônicos, que produzem uma frequência de som que os irrita. Esses aparelhos não matam, apenas espantam os ratos para outras áreas. Em geral são bastante eficazes em espaços abertos e vazios. Em áreas com muitos moveis ou objetos a onda sonora é interceptada por esses obstáculos, e os ratos podem se deslocar para áreas não atingidas por ela.  O paladar dos ratos também é bem desenvolvido. Eles conseguem identificar pequenas quantidades de substâncias tóxicas ou desagradáveis.   Assim como nós, os ratos são animais onívoros, ou seja, comem um pouco de tudo. Nos desenhos animados, eles aparecem quase só comendo queijo, mas na realidade não  é só  isso que acontece. Eles comem carne, frutas secas, ração de cachorro, alpiste, semente de girassol e até sal. Muitas vezes chegam a roer sabonete! E, quanto mais calórico o alimento, mais os ratos o apreciam.  Seus dentes são quase tão duros quanto aço e não param de crescer  – chegam a aumentar 13 cm em um ano. Para desgastá-los , portanto,  eles precisam sempre roer materiais bem duros. È comum roerem grades, cercas, objetos de madeira, cimento ou fiação elétrica. Os ratos também têm o sentido do olfato muito desenvolvido.  Estão sempre mexendo o nariz e cheirando todo o ambiente. A verdade é que estão sempre metendo o nariz onde não são chamados.  Os caminhos que os ratos percorrem ficam impregnados pelo cheiro de seus corpos, o que ajuda sua orientação no trajeto até os alimentos e os ninhos. Esses odores também têm   função importante na reprodução e na demarcação de território. O macho chega a urinar em cima da fêmea para indicar que ela já tem dono. Os ratos também urinam  em cima dos alimentos, transformando-os em potenciais focos de doenças.  A visão dos ratos é pouco desenvolvida. Eles não enxergam cores; veem tudo em tons de cinza. mesmo assim, o amarelo e o verde são cores que mais atraem, por refletirem mais a luz e serem, para eles, mais brilhantes. São insensíveis á luz vermelha , que por isso é usada para observá-los sem que seu comportamento se altere. O tato muitas vezes  supre essa deficiência de visão pelos bigodes e por pelos especiais espalhados pelo corpo, os ratos sentem as vibrações do ambiente e se orientam. Por isso preferem  andar beirando os cantos, roçando esses pelos em paredes e muros. Como sempre percorrem os mesmos caminhos, forma-se um rastro de gordura ao longo do traje; e, nos gramados por onde passam, forma-se uma trilha amarelada ou sem grama.  Os ratos são exímios mergulhadores e nadadores.  São excelentes em escaladas e saltos.  Conseguem escalar  até mesmo superfícies verticais muito lisas. Chegam a subir até quatro andares pelas paredes externas dos prédios e saltam até mais de 1 m de altura e 2 m de distância. Os ratos têm o esqueleto muito flexível, o que lhes permite passar por frestas bem estreitas, devido a essa habilidade, muita gente acha que eles não têm ossos. Na natureza, os ratos vivem de um a dois anos; em laboratórios, chegam a viver quatro. Seu tempo de gestação é de cerca de vinte dias.  eles nascem completamente pelados e cegos, mas por volta dos dois meses já estão prontos para reproduzir. As ninhadas de ratazanas podem chegar a doze filhotes e as dos camundongos, a sete. Assim, num ambiente sem escassez de nutrientes ou de abrigo, um único casal de ratos consegue gerar cerca de mil descendentes . Muita gente sente enjoo e vontade de vomitar ao ver um rato. Mas ratos e camundongos , por sua vez, são das poucas espécies animais que não vomitam. Devido a posição anatômica de sua glote.

Desratização 24 Horas na Vila Madalena – SP, Serviço de Desratização, Controle de Ratos, a Dedetizadora de Ratos, Matar, Elimina Colônia.

DEDETIZADORA DE RATO NA VILA MADALENA SP.

EMPRESA DE DESRATIZAÇÃO NA VILA MADALENA SP.

DESRATIZAÇÃO 24 HORAS NA VILA MADALENA SP.

PREÇO DE DESRATIZAÇÃO NA VILA MADALENA SP.

DESRATIZAÇÃO NA VILA MADALENA SP.

COMO ACABAR COM RATOS.

VENENO PARAR RATOS.